14 março 2013

O fantasma do Câncer

Nunca falei abertamente aqui no blog sobre esse assunto...
primeiro porque trata-se da minha mãe, segundo porque não me sentia à vontade para falar.
Mas acho que chegou a hora e espero que esse relato sirva pra abrir os olhos das mulheres.

Quando eu estava tentando engravidar, em 2010, resolvi dar uma parada nas tentativas por conta do acontecimento contado abaixo LEIA AQUI

     No início de 2010 minha mãe sentiu um carocinho na mama esquerda, quase na axila. Fez a mamografia que não acusou nada. O carocinho começou a aumentar e a doer. Então ela foi a um médico que disse que não era nada. Foi a outro que sequer a examinou. Somente olhou o resultado da mamografia e disse para voltar pra casa. Enquanto isso o caroço foi aumentando. Em agosto já estava grandinho e foi quando meu pai teve um princípio de infarto e precisou fazer uma angioplastia. Então agosto foi o mês de cuidar do meu pai.
Em setembro de 2010, não contentes com os diagnósticos dos 2 médicos procuramos um mastologista, que por sinal é obstetra/ginecologista e cuida de mim, da minha mãe e de mais de uma dezena de amigas minhas.
Ao examinar a minha mãe solicitou uma série de exames, inclusive biópsia.
Lembro como se fosse ontem, eu indo com a minha mãe receber o resultado, que por infelicidade acusava um câncer de mama.  A partir daquele dia a preocupação, o medo e a incerteza nos acompanharam constantemente.
Muitas vezes chorei. Muitas vezes perguntei "Por que?". "Por que a minha mãe?"

Minha mãe é uma pessoa do bem. (Já falei dela AQUI)
Sempre alegre, contagia a todos à sua volta.
Desde a descoberta do câncer de mama ela passou por sessões de quimioterapia, radioterapia, 2 cirurgias (uma na mama e uma no pulmão - metástase) e agora está em tratamento com quimioterapia oral, em casa.
São quase 3 anos na rotina de exames de mamografia, ultrassonografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, pet scan, exames de sangue, cirurgias e tratamentos... e ela está SEMPRE otimista, fazendo planos e curtindo cada dia.
Eu a admiro!
Mesmo com os efeitos colaterais desse monte de tratamento (e não pensem que é coisa pouca) ela consegue nos dar uma lição de coragem. Como dizem lá no nordeste: Eita mulher porreta!
Essa é a minha mãe.
E vamos seguindo, um dia após o outro.
Sempre com a esperança da cura, mas sempre, também, com o medo.

Porém, algo, ou melhor, alguém dá a toda a família a força que falta.
Minha pequena Beatriz...
Sem ela tudo seria imensamente mais difícil. Disso eu tenho certeza.


Não sei o que seria de nós sem esse vovô e essa vovó

Sempre que converso com Deus peço uma única coisa, ou melhor, duas:
que minha mãe vença essa doença e que encontrem a cura do câncer.
Só quem tem um caso na família consegue entender o sofrimento que é.
Só quem está passando por isso consegue sentir nas minhas palavras os sentimentos que elas trazem consigo.

11 comentários:

Cláudia Leite disse...

É amiga, eu realmente não sabia...
E só posso imaginar o que é tre um diagnostico desses. As pessoas da minha família que tiveram, foi muito tarde, e não deu tempo de realizar um tratamento.
Tb desejo muito que sua mãezinha se cure!!!

bjão!

Grauce disse...

Sei perfeitamente o que você passe e sente. Perdi minha avó materna pro cancer, mas o dela foi descoberto muito tarde. A quimio maltrata muito o paciente e as reações maltratam a família.

Mas, graças a Deus, sua mãe descobriu cedo e já está em tratamento. A mãe de uma amiga minha também teve e se curou! Tenha fé! Sempre! Que Ele esteja com vocês dando forças e sabedoria!!!

lea disse...

Nunca conheci alguém mais iluminada que sua mãe, e de tanto admirá-la adotei ela como minha mãezona do coração... não existe uma resposta de "porquê isso acontece com esta ou aquela pessoa", as doenças fazem parte da vida, e desde que nascemos estamos suscetíveis a elas - sabemos disso, mas é impossível não sofrer diante do sentimento de impotência e do medo. Vamos rezar sim, e pedir que Deus nos dê força pra lutar sempre e que a cura chegue pra ela e para outros tantos. Quem conhece a Dona Rose, tem sua vida dividida antes e depois desse evento, porque ela é alegria, luz e amor de sobra! beijos querida, e lembre que sempre pode contar comigo.

Simone Freitas disse...

Oh amiga que situação, hein!
Vou orar por vcs. Aqui tivemos problemas tb com o meu pai e meu sogro.
Espero que o próximo resultado seja a cura e assim sua família ficar mais feliz e mais alegre. Não deve ser fácil para vc e muito menos para os seus pais. Que Deus os abençoe e derrame toda sua glória e cura sobre vcs.

Bjs

O Apê de Nós Três! disse...

aMIGA, SUA MAMÃE ESTÁ EM NOSSAS ORAÇÕES!

Josiane Caetano disse...

Tive uma colega de trabalho que teve o mesmo problema da sua mãe e ela conseguiu vencer o câncer. É claro que muita coisa não ficou igual, ela não pode dar mais aulas,por exemplo, mas só de vê-la da para perceber que ela está muito feliz, aparentemente até mais feliz que antes.
Cada caso é um caso, mas desejo que a sua mãe melhore também, assim como a minha colega de trabalho. Tudo é possível!
Bj

Tati disse...

Cintya, espero do fundo do coracao que sua mae se cure.Temos que ter fé , pq sem ela tudo é muito mais difícil.Nossos filhos nos ajudam a ficar de pé quando muitas vezes nos sentimos fracos e sem forças.Te entendo perfeitamente.
Que Deus esteja sempre com vcs.
Um beijo com carinho

Aninha Teixeira disse...

Muita fé amiga! Vai dar tudo certo!
Que Deus dê força.
E eu ainda vou ver um post seu contando essa vitória!!!
Beijos

Val disse...

Linda, que barra. A cura do cancer ja ta mais que na hora de ser descoberta! Desejo muita, muita forca pra sua familia. E sua mae eh muito iluminada! Viver umn dia de cada vez eh para poucos!

beijos em vcs...

Anjinho disse...

sem palavras amigas.
aBia ta linda.
vai dá tudo certo em nome de Jesus.

Samanta disse...

Me emocionei muito com seu post... e imagino a dor e a força de vontade da luta contra o câncer. Não é nada fácil, mas graças a Deus tua mãe tem o apoio da família o que ajuda muito!!!
Desejo do fundo do meu coração que sua mãe melhore!! Que Deus os abençoe. Beijos