27 março 2012

A Creche

Oi meninas, tudo bem?
Então chegou a tão temível hora: levar pela primeira vez para a creche.
Deixar a filhota querida com pessoas desconhecidas.
Sair de lá quase chorando e com mil preocupações.
É... vida de mãe não é fácil. Vamos aos fatos:

Dia 1:
Bom, levei Beatriz dia 19 (segunda feira) pra ficar das 13h às 14h30.
Quando a coloquei no colo da professora ela olhou pra mim com os olhos marejados e fez biquinho.
Minha mãe que estava junto me pegou no braço, me puxou e fomos embora, com o coração partido.
Na hora de buscar, minha pequena veio chorando sentida no colo da profe. Veio pro meu colo e parou imediatamente de chorar. A profe disse que ela chorou um pouco, dormiu um pouco e não quis comer nada.

Dia 2:
Levei às 13h e busquei às 14h45.
Foi pro colo da profe sem fazer bico.
Quando busquei ela veio no colo da profe, dormindo como um anjo.
Brincou no berço, chorou um pouco, dormiu no carrinho e comeu papinha de abacate.
Quando a coloquei no bebê conforto no carro começou a chorar. hahahahahaha
Será que queria voltar pra creche?

Dia 3:
Levei às 13h e busquei às 15h.
Foi pro colo da profe sem stress. Quando busquei veio acordada e a profe falou que ela entrou na sala sorrindo, dormiu, chorou só um pouquinho e comeu papinha de manga.
Chegamos em casa e minha filhota capotou, dormiu das 15h30 às 17h. Só aí mamou. A última mamada tinha sido ao meio dia. Mamães: é assim mesmo?
As crianças dessa idade (5 meses) chegam assim tão cansadas da creche?
Cogitei perguntar se elas colocam algum ingrediente especial nas papinhas...

Dia 4:
Chegou às 13h tranquila. Resolvi deixar 1h a mais nesse dia.
Busquei às 16h. Veio tranquila no colo da profe. A profe disse que ela entrou sorrindo na sala, comeu um pouquinho de papinha de mamão. Chegando em casa ficou acordadona, ligada no 220V.

Dia 5:
Levei às 13h e busquei às 16h30.
Chegou na creche quase dormindo. Comeu papinha de manga com iogurte e depois comeu sopinha.
Dormiu bastante, no carrinho e no bercinho. Quase não chorou.
Quando a profe trouxe elas cruzaram no corredor com a cozinheira, que estava com aquelas toucas, e aí a menina caiu no choro. Veio pro meu colo toda feliz.

Essa foi a nossa primeira semana de adaptação na creche.
A mamãe aqui sentiu saudades e nas vezes que ela vinha chorando era de cortar o coração.
Mas acho que foi muito bom pra todos e é melhor acostumar assim de pequeninha. Quanto mais esperar pra levar pra creche mais difícil vai ser.

Essa semana vou deixá-la até às 17h e na sexta feira, que é quando volto ao trabalho começo a deixar até 17h45. E assim nossa nova rotina terá sido feita.

Beijos e ótima semana!

10 comentários:

Operação Bebê da Si disse...

Oi Cintia, aí que dor no coração, sabe doeu em mim tb. Mas é bom essa adaptação. Ano que vem quando eu tiver que levar no berçario vou seguir seus conselhos.

Bjos

Simone

Than disse...

Sabe Cintia, eu sei bem o q vc ta sentindo!
Minha filha embora bem mais velha q a Bia, começou ir pra creche agora dia 12....e por ela ser mais velha, foi BEM mais dificil, acredite!
Com 5 meses os bebes ainda não tem o sentimento do abandono. Eles vão entender isso a partir dos 6 meses apenas...mas uma criança de 1 ano e 3 meses, aí sim ja tem noção, imagina, minha filha achou q eu a larguei la com pessoas totalmente estranhas...ela com certeza achou q eu nao voltaria mais! rs...
Eu sofri demais, mas hj passou!
Hj ela ja ta curtindo um pouco, mas assim viu, chega da creche CAPOTADA tb...rsrsrsrs.....
Mas isso é bom! Eles se cansam! rs


Beijooos

Anne kelly disse...

Aii eu imagina o aperto no coração, mas sabemos que na creche(quando se é uma boa creche) eles tem preparo e mto cuidado com nossos filhos, não há com o que se preocupar, quando agente precisa trabalhar, temos que passar por isso mesmo, não quero nem pensar na hora da minha Beatriz ter q ir pra creche, já fiquei com o coração na mão...

O Apê de Nós Três! disse...

Logo será a minha vez de sentir esse aperto..rs
Mas nunca cogitei a hipótese de deixar o samuca com algum familiar ou babá.Sou a favor da creche e como já trabalhei em uma vou poder avaliá-la. Mas sei q mesmo assim será tenso!! rs
bju

Josiane Caetano disse...

Ah, não é fácil, ainda mais que ela é tão pequena...mas, no final, sempre dá certo. A fase da adaptação que é difícil -especialmente a da mãe...Boa sorte!

Aninha disse...

Aiii é de cortar o coraçãao! Já estou apensar quando tiver que deixar o Arthur...tão cedo!! Mas é assim mesmo, né? Não tem jeito!!!!
Mãe tem que ser forte rs

Futura mãmã disse...

Oi...e mau isso neah rs mas e bom para voces duas =)
A parte de afaptaçao custa sempre um pouco mas e' fase e depressa passa. bjim

Anônimo disse...

Oi Cintia,
conheci teu blog atraves do blog da Rosee.
Eu vou le direitinho teu blog, masagora so quero dizer que eu trabalho em creche e seu que é muito importante para tua bebe voce ficar na creche nos 3 primeiros dias, 30 minutos, 1 hora, isso pode até ser mais se sua bebe continuar estranhando. Porque ficar 30 inutos, 1 hora?! mesmo ela tendo somento 5 meses, nao entendo muito sobre o abandono, mas o fato de ela chorar com o estranlho e voce chegar depois para consolar ela, ela vai entender que a mamae sempre voltará. Se a pedagoga nao deixar voce ficar na sala, mas que isso nao é o certo, entao fique em outra sala e quando vc ouvir ela chorar , chorar e chorar, ai vc pede para entrar na sala novamente.
Boa sorte com sua princesa.
Mas acredite, por mais dolorido que seja para tua filha, nessa fase quem sofre mais é a mae. E Nós, que trabalhando na creche, cuidamos com muito carinho de cada bebe...
Márcia Meurer.

Camille B. Tamanini disse...

kkkk me estraguei aqui quando li "ingrediente especial na papinha"
Antigamente davam banho com cachaça pra deixar a criança "mais calminha".
Será que evoluíram pra papinha isso já??? rsrsrs brincs

Fico muito contente que tudo está indo conforme o esperado, sem sustos como aquele do post de hoje...
Como falasse: tudo aos pouquinhos!

Beijos!

Letícia disse...

ai...essa história de creche dá um aperto no coração.
Decidi que deixarei o Rafa com a minha mãe até 1 ano. Vamos ver se da certo.como já disse eu preciso voltar logo pro trabalho. Então a partir de 2 meses e meio deixarei ele algumas horinhas na minha mãe já.
como meu trabalho é maleável e posso sair várias vezes ao dia sempre vou dar um pulo e ver como ele está...
mas é dose mesmo